Paróquia de Milheirós de Poiares

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADAVR/PVFR14
Title type
Atribuído
Date range
1586-09-12 Date is certain to 1911-03-31 Date is certain
Dimension and support
119 liv. (1,00 m.l.)
Extents
1 Metros lineares
Biography or history
Orago de São Miguel.

Um documento datado de 19 de janeiro de 1142, refere uma permuta de bens entre o nosso primeiro Rei (D. Afonso Henriques) e o Mosteiro de Grijó, na pessoa do Prior Trutesindo. Este possuía uma herdade em Milheirós e a do monarca situava-se na vila rústica de Dentazes (agora um lugar da freguesia, outrora Vila), abaixo do Monte Codal, junto ao Rio Ul. Um outro documento de outubro de 1160, menciona a doação que Paio Aires e sua mulher Godinha Vermuiz fizeram ao Mosteiro de Grijó; o casal doou a sua parte na igreja da freguesia e outros bens anexos, sem qualquer condição. Noutros tempos, esta freguesia foi habitada por famílias nobres, como foi o caso dos Perestrelos, que tiveram aqui a sua residência. Eram fidalgos provenientes da Lombardia, na Itália, começando a gozar dos privilégios da nobreza e a ostentar brasão de armas durante o século XV. Esta família notabilizou-se principalmente num dos seus membros (embora a sua ligação a Milheirós de Poiares não seja totalmente certa), Bartolomeu Perestrelo, um dos descobridores da Madeira. Milheirós de Poiares, eclesiasticamente, foi um cuarto apresentado pelos cónegos regrantes de Santo Agostinho do Convento da Serra do Pilar, passando posteriormente a Reitoria
Custodial history
Esteve na posse da Igreja paroquial até à criação do Registo Civil, em 1911, publicada no Diário do Governo nº 41 de 1911-02-20. Nesta data as paróquias foram obrigadas por lei, a entregar os livros de registos de Batismo, casamento e óbitos às repartições do Registo Civil.

Este fundo esteve na posse do Arquivo da Universidade de Coimbra até ao ano de 1976, já que apesar de ter sido criado em 1965, pelo Decreto nº 46350, de 22 de Maio, o Arquivo Distrital de Aveiro, só viria a dispor de instalações seis anos mais tarde, tendo no ano de 2002 transferido a documentação para as atuais instalações do Arquivo Distrital de Aveiro.
Acquisition information
Incorporações provenientes do Arquivo da Universidade de Coimbra 1976-04-14, e

da Conservatória do Registo Civil de Santa Maria da Feira em 2011-01-12 ; 2009-02-02; 2006-04-19; 2008-04-24; 1991-05-21.
Scope and content
Constituídos por: batismos, casamentos e óbitos.
Arrangement
Organização funcional. Ordenação cronológica dentro das séries.
Access restrictions
Comunicável.

Por razões de preservação, a documentação digitalizada e/ou microfilmada é consultável apenas através da respetiva cópia digital ou microfilme.
Conditions governing use
Regulamento de Reprodução de Documentos, Despacho n.º 6852/2015, Diário da República, 2ª série, N.º 118 de 19 de junho de 2015.
Language of the material
Por (português)
Other finding aid
PORTUGAL. Arquivo Distrital de Aveiro-DigitArq [Em linha].Aveiro: ADAVR, 2016.[Consult. 02 Junho 2016]. Atualização diária. Disponível em URL:http://adavr.dglab.gov.pt
Alternative form available
Existem microfilmes de consulta para os livros n.º 1 a n.º 7
Creation date
1/30/2007 12:00:00 AM
Last modification
7/27/2018 12:24:57 PM