Paróquia de Maceda

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADAVR/POVR04
Title type
Atribuído
Date range
1695-09-29 Date is certain to 1911-03-31 Date is certain
Dimension and support
131 liv. (1,80 m.l.)
Extents
1.8 Metros lineares
Biography or history
Orago de São Pedro.

O topónimo Maceda tem origem no adjectivo latino "matiana", de Mácio, amigo de César. À época da ocupação romana era terra de inúmeras macieiras bravas, donde poderá ter resultado "matianeta" que evoluiu para a sua designação atual já que "Matiana Mala" era o nome de uma certa qualidade de maçãs assim apelidada por serem de um "certo Mácio".

Já no contexto da Reconquista cristã da península, a mais antiga referência histórica a Maceda data de 1053, embora documentos datados de 1055 e 1063 refiram Maceda sob os topónimos de "Mazaneta" e "Mazaneda".

No século XIII a presença da Ordem dos Hospitalários encontra-se documentada, assim como a da Ordem de Malta, esta última registada nos marcos de granito, datados de 1629, que delimitam a freguesia a norte e a leste. Esta Ordem teve longa influência na freguesia e graças a ela, São Pedro de Maceda terá transitado para a Diocese do Porto. A sua presença é recordada na Cruz de Malta sobre a porta da atual igreja.Para melhor conhecimento, quer da origem do nome,quer dos seus primeiros habitantes,bem como da influênçia da ordem do hospital criada para auxilio do peregrinos de Jerusalem.

Teve foral a 10 de Fevereiro de 1514.

Em 1839 aparece na comarca da Feira, em 1878 na comarca de Ovar.

A antiga freguesia de São Pedro de Maceda era curato anexo a Santiago de Rio Meão, no termo da Feira.
Custodial history
Esteve na posse da Igreja paroquial até à criação do Registo Civil, em 1911, publicada no Diário do Governo nº 41 de 1911-02-20. Nesta data as paróquias foram obrigadas por lei, a entregar os livros de registos de Batismo, casamento e óbitos às repartições do Registo Civil.

Este fundo esteve na posse do Arquivo da Universidade de Coimbra até ao ano de 1976, já que apesar de ter sido criado em 1965, pelo Decreto nº 46350, de 22 de Maio, o Arquivo Distrital de Aveiro, só viria a dispor de instalações seis anos mais tarde, tendo no ano de 2002 transferido a documentação para as atuais instalações do Arquivo Distrital de Aveiro.
Acquisition information
Incorporações provenientes do Arquivo da Universidade de Coimbra 1976-04-14, e

da Conservatória do Registo Civil de Ovar em 2013-01-29 ; 2009-05-27 e 1992-02-05.
Scope and content
Constituído pelos registos de batismos, casamentos e óbitos
Arrangement
Organização funcional. Ordenação cronológica dentro das séries.
Access restrictions
Comunicável.

Por razões de preservação, a documentação digitalizada e/ou microfilmada é consultável apenas através da respetiva cópia digital ou microfilme.
Conditions governing use
Regulamento de Reprodução de Documentos, Despacho n.º 6852/2015, Diário da República, 2ª série, N.º 118 de 19 de junho de 2015.
Language of the material
Por (português)
Other finding aid
PORTUGAL. Arquivo Distrital de Aveiro-DigitArq [Em linha].Aveiro: ADAVR, 2016.[Consult. 06 Julho 2016]. Atualização diária. Disponível em URL:http://adavr.dglab.gov.pt
Alternative form available
Existem microfilmes de consulta para os livros n.º 1 a n.º 51
Creation date
1/30/2007 12:00:00 AM
Last modification
7/25/2016 10:25:32 AM