Paróquia de Fermedo

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADAVR/PARC11
Title type
Atribuído
Date range
1646-07-25 Date is certain to 1911-03-31 Date is certain
Dimension and support
107 liv. (1,10 m.l.)
Extents
1.1 Metros lineares
Biography or history
Orago de Nossa Senhora da Expectação.

Fermedo foi concelho com justiças próprias, desconhecendo-se no entanto a data da sua formação. Há quem afirme que o concelho foi instituído ainda antes da Nacionalidade e que teria sido o Conde D. Henrique quem lhe concedera tal privilégio, porém não existem documentos que o confirmem. Em 1275, D. Afonso III concedeu foral a Fermedo; no entanto, a sentença deste data de 22 de Novembro de 1490.

Os primeiros donatários da freguesia foram os frades do Convento de Crestuma, a quem havia sido doado o território por volta de 922. A 30 de Maio de 1445, por carta dada em Santarém, D. João I encarregou o prior D. Frei Álvaro Gonçalves Camelo de fazer a troca entre o rei e Aires Gomes de Figueiredo, do terço que este possuía na vila de Aveiro, por algumas casas reais; esta troca foi feita com as terras de Fermedo, que passaram assim aos Duques de Aveiro e destes, por casamento, aos Condes da Feira, que trocaram estas terras com os Peixoto, do Porto, situação que ainda se mantinha em 1758, como se pode confirmar pela "Memórias Paroquiais" desse ano, assinadas pelo Padre Francisco de Carvalho. Ao longo deste período de tempo, eram os donatários que apresentavam o abade. Os privilégios concedidos até então a Fermedo, foram confirmados por Foral Novo de D. Manuel I, a 27 de Setembro de 1514. Cabeçais era a sede do concelho de Fermedo que foi extinto a 24 de Outubro de 1855, passando Fermedo a integrar o concelho de Arouca.
Custodial history
Esteve na posse da Igreja paroquial até à criação do Registo Civil, em 1911, publicada no Diário do Governo nº 41 de 1911-02-20. Nesta data as paróquias foram obrigadas por lei, a entregar os livros de registos de Batismo, casamento e óbitos às repartições do Registo Civil.

Este fundo esteve na posse do Arquivo da Universidade de Coimbra até ao ano de 1976, já que apesar de ter sido criado em 1965, pelo Decreto nº 46350, de 22 de Maio, o Arquivo Distrital de Aveiro, só viria a dispor de instalações seis anos mais tarde, tendo no ano de 2002 transferido a documentação para as atuais instalações do Arquivo Distrital de Aveiro.
Acquisition information
Incorporações provenientes do Arquivo da Universidade de Coimbra 1976-04-14, e

da Conservatória do Registo Civil de Arouca em 2012-01-20.
Scope and content
Constituídos por: baptismos, casamentos e óbitos.
Arrangement
Organização funcional. Ordenação cronológica dentro das séries.
Access restrictions
Comunicável.

Por razões de preservação, a documentação digitalizada e/ou microfilmada é consultável apenas através da respetiva cópia digital ou microfilme.
Conditions governing use
Regulamento de Reprodução de Documentos, Despacho n.º 6852/2015, Diário da República, 2ª série, N.º 118 de 19 de junho de 2015.
Language of the material
Por (português)
Other finding aid
PORTUGAL. Arquivo Distrital de Aveiro-DigitArq [Em linha].Aveiro: ADAVR, 2016.[Consult. 06 Julho 2016]. Atualização diária. Disponível em URL:http://adavr.dglab.gov.pt
Alternative form available
Existem microfilmes de consulta para os livros n.º 1 a n.º 7
Creation date
1/30/2007 12:00:00 AM
Last modification
8/31/2016 11:58:37 AM