Paróquia de Bairros

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADAVR/PCPV01
Title type
Atribuído
Date range
1615-12-12 Date is certain to 1911-03-31 Date is certain
Dimension and support
56 liv. (0,90 m.l.)
Extents
0,9 Metros lineares
Biography or history
Orago de São Miguel.

Com Origem na “vila Varzena”, hoje Várzea, teria como principal lugar Paradela, mencionando numa doação que D. Elvira Forjaz fez a sua sobrinha, D. Gontinha Vasques, a 12 de Abril de 1118 (In Documentos Mediavais Portugueses, doc. 66 de 12 de Abril de 1118.) O Topónimo, por sua vez, deriva do vocábulo latino “Barius” que significa “arrabalde” (in Doc. Diplomata et. Chartae, nr. 157 do ano 989.)

A antiga freguesia de São Miguel de Bairros, era vigairaria da apresentação do Convento de Cónegos, regrantes de Santo Agostinho de Vila Boa do Bispo.

O nome original deste lugar é São Miguel de Bairros, em virtude do seu padroeiro. Este lugar tem uma existência muito antiga, conforme se pode ler em documentos que foram surgindo ao longo dos tempos. Sabe-se que, no ano de 989, o abade do Mosteiro de S. Miguel, trocava uma herdade em Várzea, pertencente ao Mosteiro, por outra na rústica Villa de Barius, hoje freguesia de Bairros. Quando se efectuaram nas terras de Paiva as inquirições de 1258, estava a paroquiar a freguesia de Bairros o Padre Pedro Gonçalves e a igreja estavam dependentes do Mosteiro de Vila Boa do Bispo. Toda a paróquia pertencia à Ordem do Hospital e a cavaleiros, excepção feita aos lugares de Fundões e Felgueiras, domínios pertencentes a Rodrigo Flaz.

No campo Histórico-cultural, importa referir algumas figuras do passado, como o Abade Vimaredo (989), D. Elvira Forjaz (1118), D.Gotinha Vasques, D. Rodrigo Forjaz, D. Chamoa, a condessa D. Toda Palazim, D. Soeiro Mendes, D. Soeiro Moura de Paiva, o padre Agostinho Alves Pereira, Manuel Salema de Gouveia e Carvalho (fidalgo da casa da sua majestade, Casa da Fisga), e o Dr. João Salema.
Geographic name
Bairros (paróquia, Castelo de Paiva, Aveiro, Portugal)
Custodial history
Esteve na posse da Igreja paroquial até à criação do Registo Civil, em 1911, publicada no Diário do Governo nº 41 de 1911-02-20.

Nesta data as paróquias foram obrigadas por lei, a entregar os livros de registos de Batismo, casamento e óbitos às repartições do Registo Civil.

Este fundo esteve na posse do Arquivo da Universidade de Coimbra até ao ano de 1976, já que apesar de ter sido criado em 1965, pelo Decreto nº 46350, de 22 de Maio, o Arquivo Distrital de Aveiro, só viria a dispor de instalações seis anos mais tarde, tendo no ano de 2002 transferido a documentação para as atuais instalações do Arquivo Distrital de Aveiro.
Acquisition information
Incorporação proveniente do Arquivo da Universidade de Coimbra 1976-04-14, e

da Conservatória do Registo Civil de Castelo de Paiva em 1991-12-04 e 2015-10-15.
Scope and content
Constituído pelos registos de batismos, casamentos e óbitos, celebrados na paróquia de Bairros.
Arrangement
Organização funcional. Ordenação cronológica dentro das séries.
Access restrictions
Comunicável.

Por razões de preservação, a documentação digitalizada e/ou microfilmada é consultável apenas através da respetiva cópia digital ou microfilme.
Conditions governing use
Regulamento de Reprodução de Documentos, Despacho n.º 6852/2015, Diário da República, 2ª série, N.º 118 de 19 de junho de 2015.
Language of the material
Por (português)
Other finding aid
PORTUGAL. Arquivo Distrital de Aveiro-DigitArq [Em linha].Aveiro: ADAVR, 2016.[Consult. 18 Julho 2016]. Atualização diária. Disponível em URL:http://adavr.dglab.gov.pt
Alternative form available
Existem microfilmes de consulta para os livros n.º 1 a n.º 7
Creation date
30/01/2007 00:00:00
Last modification
18/07/2016 10:15:00